PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL EM COMPRAS SUPERIORES A €100

Vinho do Porto Colheita 1997 da Quinta De La Rosa

Quinta De La Rosa

Vinho do Porto Colheita 1997 da Quinta De La Rosa

Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinta Roriz de “letra A”.
Todas as vinhas da Quinta de la Rosa estão em terroir de classificação máxima: A.

Sugestões de Prova:
Este Colheita harmoniza na perfeição com sobremesas, sobretudo de chocolate, queijo.
É delicioso se bebido a solo.

Notas de Prova:
Este Colheita é um vinho muito peculiar: tem um lado muito jovem e frutado (ameixa preta madura) e um outro mais terciário e complexo, com frutos secos e especiarias. Na entrada de boca é um vinho vigoroso e cheio de sabor que se vai complexando durante a prova numa mistura de fruta fresca com nozes, alperce seco e especiarias. Termina muito elegante e longo. Por ser ainda jovem reúne o melhor de dois mundos: energia e opulência de fruta dos Ruby e a elegância e complexidade dos Tawny.

Notas de Produção:
Os vinhos do Porto da Quinta de la Rosa seguem o estilo tradicional: fermentados com pisa a pé em lagares de granito e estagiados em balseiros e pipas (cascos de carvalho de 550 litros) de madeira muito antigos.  Tal como acontece com os DOC Douro desta casa duriense, procuramos a harmonia e o equilíbrio das nossas uvas na vinha, para que se possam expressar de forma livre na garrafa.

Em 2008 a floração deu-se com muito frio e chuva, o que provocou elevado desavinho e perda de produção. Seguiu-se, até à vindima, tempo seco mas frio. A maturação deu-se de uma forma heterogénea e atrasou-se bastante. No início de Setembro, apesar do tempo estar quente (cerca de 30.ºC) e as uvas a amadurecer bem, as previsões meteorológicas eram as piores possíveis, o que precipitou o início da colheita. Não se confirmaram e houve bom tempo durante praticamente toda a vindima. Estas condições de maturação longa e com baixas temperaturas deram origem a vinhos com muita cor, boa acidez e excelente componente aromática. Um ano destinado ao fracasso, que se transformou e vai, por certo, ficar na história do Douro.

Qualidade e Segurança-Ambiente:
Na Quinta de la Rosa pratica-se uma agricultura sustentável, certificada pelas entidades ADVID e SATIVA. Os vinhos não contêm, não foram produzidos a partir de, e não incluem substâncias com origem em Organismos Geneticamente Modificados. Não são usados quaisquer produtos provenientes de animais.

Maturação e Engarrafamento:
Os Colheita são amadurecidos em pipas de madeira durante pelo menos 7 anos.

Engarrafado em Novembro de 2015.

Na Quinta de La Rosa os vinhos do Porto são armazenados e engarrafados no Douro e não em Vila Nova de Gaia, como acontece na maioria das Casas, permitindo um traço singular desde a apanha da uva até ao vinho em garrafa.

Alcool: 19,5%

Acidez: 4,42 g/dm3

Ph: 3,43





Itens Relacionados