0

O Seu Carrinho está Vazio

Quinta Vale D. Maria

Vinho do Porto Vale D. Maria Very Old Tawny Colheita 1969

Vale D. Maria tem vinda a criar vinhos únicos, desde a sua primeira garrafa em 1996. A nossa visão do Douro é que cada canto desta região tem um carácter único, devido às variações climáticas, paisagísticas e das diferentes castas. Este projecto nasceu nas mãos de Cristiano van Zeller que, graças a um extenso conhecimento adquirido ao longo de várias gerações e acrescido de vários anos de experiência própria, reconheceu de imediato o potencial terrior da Quinta Vale D. Maria para a produção de Vinhos Tintos e do Porto. Sempre consideramos cada engarrafamento dos nossos Vinhos do Porto como algo especial. Seguindo esta filosofia, decidimos produzir exclusivamente Porto Colheitas. Procuramos em adegas antigas do Douro, os últimos barris de Porto Colheitas muito velhos. Assim, ao longo dos anos fomos adquirindo os últimos cascos de colheitas seleccionadas que foram cuidadosamente guardadas, e que agora constituem a nossa colecção mais valiosa. Chegou a hora de revelar esta colecção especial, a começar com o lançamento do Vale D. Maria Old Tawny Colheita Porto 1969.

Enologia:
Estes vinhos do Porto excepcionais envelhecem em barricas de Vinho do Porto até à data de engarrafamento, com uma idade mínima de 50 anos. As pipas são conservadas em condições ideais para um envelhecimento prolongado, as temperaturas são mantidas frescas e a luminosidade da adega baixa. Os vinhos amadurecem lentamente, desenvolvendo aromas elegantes, concentrados e delicados. Este processo torna o vinho intensamente rico e fresco, com uma grande persistência e cria uma experiência inesquecível, o que faz valer a pena a espera.

Data de engarrafamento:
Os vinhos são engarrafados mediante pedidos. Primeiro engarrafamento em Outubro de 2019.

Master Blenders:
Cristiano van Zeller, Francisca van Zeller, David Ferreira, Manuel Soares.

Notas de Prova:
Ao longo dos anos, este vinho foi ganhando nuances de tom âmbar, com reflexos dourados. A colheita de 1969 é opulenta no nariz, com núcleo de mel e manteiga de caramelo, fragâncias de pêssegos secos e ameixas, tal como uma áurea de menta e eucalipto. Este vinho é doce e suculento, e apresenta diversas frutas num conjunto bem equilibrado. O vinho é vivo e prolenga-se no palato, marcando assim o fim de um início muito agradável.

Álcool: 20% vol.

Pontuações:
95 Pontos by Robert Parker
"Brilhante e irresistível de momento, projecta naturalmente tanto harmonia como complexidade. Este é o primeiro de vários Old Tawnies que este produtor planeia lançar. É um muito bom início."

TUDO O QUE NUNCA PENSOU QUE PRECISARIA.