PORTES GRÁTIS PARA PORTUGAL CONTINENTAL EM COMPRAS SUPERIORES A €100

Vinho Tinto Quinta de Roriz . Prats & Symington

Prats & Symington

Prats & Symington foi fundada em 1999 numa parceria entre o reconhecido enólogo bordalês, Bruno Prats e a família Symington. É uma empresa independente, especializada na produção de vinhos tintos e que tem estado a dianteira da revolução qualitativa nos DOC Douro, tendo contribuído de forma relevante para sua crescente afirmação.

CONDIÇÕES
O Inverno 2005/2006 decorreu com precipitação assinalável, invertendo a tendência de uma série de Invernos secos. Facto altamente positivo para o restabelecimento das reservas de água nos solos xistosos do vale do Douro. Maio decorreu bastante quente. A Quinta de Roriz, fazendo parte do vale principal da bacia hidrográfica do Douro, escapou à tempestade de granizo que ocorreu em 14 de Junho e que destrui uma parte da produção nos vales dos afluentes Pinhão e Torto. Julho foi bastante quente e alguma precipitação foi registada em Agosto, voltando o calor no final do mês, início de Setembro, provocando uma redução na produção nas vinhas mais expostas. As uvas que deram origem ao lote do Quinta de Roriz Reserva 2006 começaram a ser colhidas em 15 de Setembro (Touriga Nacional), terminando o corte a 28 do mesmo mês com a casta Tinta Roriz, que em óptimo estado de maturação, pode dar um contributo interessante ao blend final.

ORIGEM DAS UVAS
Quinta de Roriz

CASTAS Touriga Nacional – 60% Touriga Franca – 35% Tinta Roriz – 5%

VINIFICAÇÃO Na pequena adega especializada da Quinta de Roriz. Selecção de uvas em tapete de escolha, inoculação com levedura seleccionada, fermentação em cubas de aço inox, com maceração por remontagem manual a uma temperatura entre os 22 e os 24ºC.

Envelhecimento: 9 meses em barricas de carvalho francês de 400 L.
Tanoarias: Damy, François-Frères, Taransaud e Boutes.
Engarrafamento: 25 de Julho de 2007
Produção Total 975 caixas (12 x 75cl)
Análise
Álcool: 14,0% vol. Acidez volátil: 0,53 g/l (ác. acético) Acidez total: 5,4 g/l (ác. tartárico) pH: 3,59 Açucares Redutores: 3,5 g/l
Enólogos Responsáveis Charles Symington e Pedro Correia

Notas de Prova:
Profunda cor rubi. Aromas frescos de ameixa preta surgem do copo. Agradável perfume herbáceo, com sugestão de eucalipto. Fruto compacto de cereja preta e taninos apimentados. Termina com notas de especiarias. Beneficiará de mais algum estágio em garrafa (entre 6 a 12 meses).




Itens Relacionados