PORTES GRÁTIS para Portugal Continental em compras superiores a €100

0

O Seu Carrinho está Vazio

Quinta do Vale Meão

Vinho Tinto Quinta do Vale Meão

Relatório da Vindima:
O Outono de 2014 foi chuvoso, o que permitiu a reposição das reservas de água no solo. Até ao início do Inverno choveu um pouco mais de 50% da média anual, o nos trouxe optimismo para o Inverno e o ano seguinte. Contudo o Inverno foi seco, e a chuva do Outono revelou-se insuficiente para garantir uma reserva de água para o ano que se iniciava. Assim, o arranque do ciclo vegetativo da vinha foi difícil, tendo as chuvas do início de Maio (cerca de 40 mm) sido fundamentais para equilibrar o balanço hídrico. Seguiu-se um período de baixa precipitação registando apenas 25 mm até ao final de Agosto. O Verão de 2015 foi um dos mais secos de que temos registo, embora com temperaturas inferiores às por vezes registadas no Vale Meão, o que permitiu que as plantas ultrapassassem mais facilmente os baixos  níveis de água no solo, mas conduziu a um início de vindima precoce. Iniciamos a vindima no dia 19 de Agosto, com a casta Rabigato. A vindima dos tintos iniciou-se a 24 de Agosto com a casta Tinta Amarela. O fim de Agosto trouxe dias não muito quentes e noites muito frescos, o que permitiu abrandar o ritmo de vindima e tirar partido destas condições. A vindima prolongou-se até ao dia 1 de Outubro e o resultado foram vinhos de qualidade excepcional, com cor carregada e aromaticamente muito interessantes.

Castas:

Touriga Nacional 45%, Touriga Franca 45%, Tinta Barroca 5% e Tinta Roriz 5%

Vinificação:
Após esmagamento as uvas passam por um choque térmico seguido de pisa a pé durante quatro horas em lagares de granito. O mosto é transferido para cubas de vinificação de pequena capacidade com controlo de temperatura. As castas são vinificadas separadamente. Estágio em barricas (60% novas e 40% de segundo ano) de 225 litros, de carvalho francês.

Notas de Prova:

Muito concentrado na cor. Nariz de grande profundidade, complexo, com muitas nuances aromáticas, sem que nenhum aroma se sobreponha a outro. Na prova é vibrante, num conjunto de grande elegância, excelente integração da madeira, surpreende pela grande variedade de sabores, com um final de boca muito longo.

Prémios:
. 18,5 pontos “Vinhos Grandes Escolhas”, Novembro 2017, Portugal
. 18 pontos “Vinhos de Portugal 2018”, Setembro 2017 João Paulo Martins, Portugal
. "Os Melhores Vinhos de Portugal 2018”, Setembro 2017 João Paulo Martins, Portugal
. 98 pontos “Wine Enthusiast”, Abril 2018, USA
. 18 pontos “Revista de Vinhos”, Janeiro 2018, Portugal
. 94 pontos, Copo & Alma – Os Melhores 363 Vinhos 2018, Janeiro 2018, Portugal

TUDO O QUE NUNCA PENSOU QUE PRECISARIA.