Vinho Tinto Reserva La Rosa . Quinta De La Rosa . Douro

Quinta De La Rosa

Vinho Tinto Reserva La Rosa . Quinta De La Rosa . Douro

Castas: 
Touriga Nacional (60%) e mistura de castas provenientes de Vinhas Velhas (40%). 

Sugestões para Prova: 
Pode ser bebido agora ou envelhecido em garrafa até 10 anos. Acompanha preferencialmente pratos de carne fortes, enchidos ou queijo da Serra. 

Notas de Prova:
Na Quinta de la Rosa procuramos fazer vinhos harmoniosos, elegantes e que expressem a vinha e as uvas (terroir) na garrafa.
Nariz muito rico e complexo onde todos os aromas estão tão bem integrados que o tornam difícil de definir, mas onde a fruta madura e as notas florais dominam. Na prova mostra-se generosos e envolvente, com ligeiras impressões de baunilha e frutos secos que contribuem para a complexidade e comprimento de prova deste belo vinho. Os taninos muito gordos e macios equilibram a doçura conferida pela fruta bem madura. O La Rosa reserva 2014 é um Douro puro, potente e estruturado mas ao mesmo tempo elegante e muito acessível.

Notas de Produção:
A vinha aguentou-se surpreendentemente bem num ano com tantos desafios. A floração deu-se tarde e a região do Douro foi atacada pela praga da traça-da-uva e por oídio. O Verão foi mais fresco e húmido que o normal. Registaram-se inúmeras trovoadas. Especialmente no início do Verão, ocorreram algumas tempestades de granizo, que provocaram buracos nas folhas e afectaram a parte mais alta da vinha. A vinha de Lamelas foi bastante atingida, tendo-se registado uma perda de 20% da colheita. Em geral, a vinha recuperou de uma forma impressionante. 
Numa avaliação feita a meio de Agosto, previa-se um atraso de duas semanas para o final da floração e início da vindima. Felizmente, seguiram-se dias de calor intenso, que ajudaram ao início da vindima, que na Quinta de la Rosa aconteceu de forma gradual a partir de dia 25 de Setembro (relativamente tarde em relação a  anos recentes). A primara casta a ser vindimada foi, pela sua delicadeza, a Touriga Franca. Seguiram-se uns dias de sol maravilhosos, mas depois houve a ocorrência de muitas trovoadas, acompanhadas de chuva durante a tarde ao longo de cerca de duas semanas. De tão forte e persistente, a chuva chegou mesmo a obrigar que se parasse a vindima, que apenas viria a terminar a 9 de Outubro.
 
Qualidade e Segurança-Ambiente: Na Quinta de la Rosa pratica-se uma agricultura sustentável, certificada pelas entidades ADVID e SATIVA. Trabalhamos segundo os padrões fa Norma BRC – British Retail Consortium (Referencial Global para a Segurança Alimentar). Os vinhos não contêm, não foram produzidos a partir de, e não incluem substâncias com origem em Organismos Geneticamente Modificados. Não são usados quaisquer produtos provenientes de animais.

Maturação e Engarrafamento: Maioritariamente fermentado em tradicionais lagares de granito com pisa a pé. O vinho estagiou em barricas de carvalho francês. Engarrafado em  Agosto de 2016. 





Itens Relacionados