CHEGOU O SAL DOS DEUSES

CHEGOU O SAL DOS DEUSES

por Creative Gourmet Março 08, 2017

O sal é desde a antiguidade considerado um elemento divino, existindo nas escrituras sagradas mais de 30 referências ao mesmo. Para os Romanos, o sal assumiu tal valor que uma grama de sal era trocada por uma grama de ouro, por isso aquele foi durante longos anos apelidado “ouro branco”. O ouro, por sua vez, é usado desde a antiguidade em produtos alimentares e pelos alquimistas em medicamentos, acreditando-se que tem propriedades terapêuticas.

Neste produto juntamos a melhor flor de sal do Algarve considerada como “o caviar do sal” com o mais puro ouro comestível de 23,5kt, dando origem a um produto digno dos Deuses.

A Flor de Sal com Ouro Aquae Flaviae já está disponível Aqui!

Great Taste!

Visualizar o artigo completo →

Ginjinha de Marvão premiada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas

Ginjinha de Marvão premiada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas

por Creative Gourmet Dezembro 01, 2016

O licor da Sabores Santa Clara foi distinguido pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, no âmbito da iniciativa Natural.PT Awards 2016, para empresas e serviços aderentes.

A Ginjinha de Marvão foi a vencedora para produto alimentar nacional que contribui para o desenvolvimento sustentável de áreas protegidas.

Feito a partir de uma receita antiga do tempo do contrabando na fronteira com Espanha, o licor, distinto pelo seu sabor intenso, muito frutado e pouco doce, é produzido com ginja colhida no Parque Natural da Serra de São Mamede.

A Ginginha do Marvão está aqui!

Visualizar o artigo completo →

MIRABILIS DA QUINTA NOVA É O PRIMEIRO BRANCO PORTUGUÊS ENTRE OS MAIS VALIOSOS DO MUNDO

MIRABILIS DA QUINTA NOVA É O PRIMEIRO BRANCO PORTUGUÊS ENTRE OS MAIS VALIOSOS DO MUNDO

por Creative Gourmet Setembro 29, 2016

O Mirabilis Branco Grande Reserva Branco 2015 é o primeiro vinho branco nacional a entrar para a distintiva lista dos melhores vinhos do mundo. Este vinho complexo e intenso atingiu os 96 pontos pelo prestigiado crítico Robert Parker, ao lado de nomes como Domaine de la Romané Conti, Chapoutier Hermitage, Guigal, Pape Clement ou o famoso Champagne Krug.

...

Visualizar o artigo completo →


Quinta do Crasto Porto Colheita 1997

Quinta do Crasto Porto Colheita 1997

por Creative Gourmet Setembro 15, 2016

Um Vinho do Porto com uma edição bastante limitada, cerca de 3.000 unidades para todo o Mundo, em Portugal ficam 600 para os interessados em adquirir esta relíquia.

Ver mais aqui!

Visualizar o artigo completo →

Pêra-Manca - Selo de Autenticidade

Pêra-Manca - Selo de Autenticidade

por Creative Gourmet Agosto 09, 2016

A partir da colheita 2011 todas as garrafas de Pêra-Manca Tinto apresentam um selo de autenticidade que garante a aquisição de uma garrafa original.

Este novo sistema de segurança de reconhecimento visual consiste num código alfanumérico único, associado à utilização do holograma Cartuxa, incorporado na cápsula, que assegura a rastreabilidade e autenticidade de cada garrafa.

O selo, que não pode ser descolado sem ser destruído, complementa as medidas de controlo de qualidade da marca ao prevenir a reprodução não autorizada, protegendo o consumidor de fraudes ou falsificações.

Para confirmar a autenticidade da sua(s) garrafa(s), visite a página http://www.cartuxa.pt e insira o código alfanumérico na ´autenticação´.

O Pêra-Manca 2011 está disponível Aqui.

Visualizar o artigo completo →

Mar Portátil Salmarim - a Flor de Sal sempre à mão

Mar Portátil Salmarim - a Flor de Sal sempre à mão

por Creative Gourmet Julho 25, 2016

Inovador e com um design atractivo, vem marcar a diferença nos paladares rotineiros e coloca a flor de sal noutro contexto.
Trata-se de um kit composto por três tubos com três propostas de flor de sal diferentes: flor de sal aromática, flor de sal picante e flor de sal simples. O kit ‘mar portátil’ caracteriza-se por ser facilmente transportável numa embalagem pouco maior que a tradicional caixa de fósforos e surge com o objetivo de levar a flor de sal para todo lado, no bolso ou na mala e para corrigir qualquer “mal-entendido” entre a comida e o tempero que pessoalmente preferimos. O kit está à venda aqui, onde a marca já tem a sua restante gama de produtos.

“A Salmarim é uma empresa defensora do design e da qualidade e a Patricia Conde, designer, e a Inês Eva, são responsáveis pelo conceito deste novo produto onde são recriados temas da cultura portuguesa. A Inês visualizou a viagem mundo fora deste mar tão português, carregado de significado, que contém sobretudo o tempero final para todos os gostos: a flor de sal como é colhida com cristais puros a desafiar o mais requintado dos turistas, a flor de sal aromática para as saladas do dia-a-dia e a flor de sal picante para apimentar cada viagem pela imaginação!

A flor de sal de Castro Marim é um produto único, artesanal, colhida à mão no interior da Reserva Natural mais antiga de Portugal.

https://www.creative-gourmet.com/collections/sal-e-flor-de-sal


Great Taste!

Visualizar o artigo completo →


O 1º Rosé Reserva do Douro - Quinta Nova

O 1º Rosé Reserva do Douro - Quinta Nova

por Creative Gourmet Junho 20, 2016

A Quinta Nova acaba de lançar o primeiro vinho Rosé Reserva Douro. Com a sofisticação dos vinhos Quinta Nova, este Rosé Reserva surpreende pela combinação única de sabores, capaz de conquistar os paladares mais exigentes do mercado nacional e internacional. 

Este Rosé Douro vem para o mercado em dose dupla, nas versões reserva e colheita, com 14% e 13,5% Alc/Vol respetivamente. São ambos vinhos muito sérios, apresentados num packaging premium, para grandes apreciadores.
...

(in quintanova.com)

Surpreenda-se Aqui.

Visualizar o artigo completo →

VINHO DO PORTO VASQUES DE CARVALHO

VINHO DO PORTO VASQUES DE CARVALHO

por Creative Gourmet Junho 13, 2016

Foi em meados do século XIX que a família Vasques de Carvalho se instalou no Douro, mais concretamente no Vale do Rodo. As uvas provenientes das vinhas da família, plantadas em socalcos tradicionais, eram antigamente vendidas às grandes casas de vinho do Porto.
Para além do que era vendido às grandes firmas, a família sempre guardou uma parte para fazer lotes mais pequenos de vinho do Porto, que iam sendo produzidos e armazenados nas caves por baixo de casa.

Foi a partir daqui que nasceram as vinhas e adegas desta empresa: da tradição familiar de manter uma vinha e de transformar uma parte das suas uvas de forma cuidadosa e exemplar. Este foi o primeiro passo. O segundo foi dado mais tarde por António Vasques de Carvalho, ao reconhecer a qualidade deste legado e a vontade de o homenagear e fazer crescer. A sua associação com a Kurtpace S.A. permitiu dar este salto e colocar os vinhos do Porto e Douro Vasques de Carvalho num patamar de excelência.
Aos actuais hectares de vinhas, onde se encontra uma variedade enorme de castas, juntam-se as uvas compradas a produtores da região. Estas uvas, juntamente com os stocks de vinho do Porto armazenados e adquiridos, são a base actual da produção da Vasques de Carvalho.

A adega e cave de barricas, sobre a qual a família sempre viveu, foi reconstruída para melhor responder ao crescimento da empresa. Hoje tem capacidade para engarrafar 100.000 garrafas, e uma parte do armazém foi ainda reconvertida para receber visitas e provas.
A necessidade de uma maior capacidade de armazenamento levou também à aquisição de um antigo armazém no Pinhão, onde existe uma capacidade em madeira para 750.000 litros de vinho em balseiros e toneis cuidadosamente restaurados. A modernização deste armazém pretende transformá-lo também em mais um ponto de interesse para o enoturismo da região.

Assim, na reviravolta dos tempos, assiste-se hoje ao enaltecer de uma herança familiar, através de um espírito empreendedor e da vontade profunda de destacar estes vinhos excepcionais, que são o reflexo da essência e da história do Douro.

(in vasquesdecarvalho.com)

Surpreenda-se Aqui!

Great Taste!

Visualizar o artigo completo →

Azeite Virgem Extra Monterosa premiado com Ouro e Prata

Azeite Virgem Extra Monterosa premiado com Ouro e Prata

por Creative Gourmet Abril 21, 2016

PRÉMIOS EM NOVA IORQUE 2016

Os azeites Monterosa Picual e Verdeal conquistaram duas medalhas de ouro no New York International Olive Oil Competition 2016. Também o azeite Monterosa Maçanilha foi premiado com uma medalha de prata.

Pelo quarto ano consecutivo os azeites Monterosa são premiados neste concurso que contou com 826 participantes de 26 países.

Supreenda(-se) Aqui!

Azeite Virgem Extra Monterosa

Great Taste!

Visualizar o artigo completo →


Conhece o ritual com que se serve um Porto Vintage?

por Creative Gourmet Fevereiro 09, 2016

Um bom Porto Vintage como o da Quinta Nova deve ser decantado antes de servido e dita a tradição que há rituais a cumprir. Um deles determina que a distribuição do néctar deve seguir o sentido dos ponteiros do relógio, outro evoca um bispo para contrariar a soberba e pelo meio quase que há lutas de guerreiros também.

 17-12-2015

Servir um bom Porto Vintage tem procedimentos próprios que ajudam a valorizar o conteúdo desse néctar raro e é ao anfitrião do encontro que compete iniciar a tarefa, uma vez decantado o precioso vinho.  

Para começar, há que colocar o decanter à direita do anfitrião. A partir daí, o procedimento será sempre o mesmo para todos os convivas: eleva-se o decantador à direita e faz-se passá-lo para a pessoa que se encontre à esquerda na mesa. Essas escolhas poderão parecer arbitrárias, mas têm justificação: se o decanter repousa à direita é porque esse é o lado mais favorável ao seu manuseio pela generalidade das pessoas, já que a maioria da população mundial é destra; se a peça depois circula para a esquerda, "no sentido dos ponteiros do relógio", é porque essa instrução é fácil de memorizar e garante que todos serão servidos antes de o decanter regressar ao anfitrião do encontro.

Neste segundo caso, há ainda uma outra teoria para quem gosta de argumentações históricas mais romanescas: alguns estudiosos defendem que a tendência para fazer circular o vinho pela esquerda surgiu da necessidade de a mão direita ficar sempre disponível para a eventual necessidade de desembainhar uma espada. O vinho pode toldar o julgamento, portanto, mas nem por isso fará baixar a guarda.

E o bispo de Norwich?

Já no que se refere ao usufruto do Vintage, o que acontece é que, por soberba ou distração, o decantador poderá permanecer por demasiado tempo junto a um determinado conviva. Nesse caso, não há que estranhar se ouvir alguém perguntar-lhe: "Por acaso conhece o bispo de Norwich?".

A expressão tem origem na figura verídica do clérigo Henry Bathurst, que, entre 1805 e 1837, foi bispo de Norwich, no Reino Unido. Tendo vivido até aos 93 anos, esse religioso chegou a uma certa altura da vida em que adormecia à mesa no final das refeições e, para grande consternação dos restantes convivas, interrompia assim a circulação do vinho que repousava à sua direita. Ora num tempo em que não era de bom-tom acordar o senhor ou dirigir-lhe um reparo franco, o bispo ficou conhecido por repetidas vezes obstruir a partilha vínica e, porque o reconheciam como um bon vivant, há quem ainda questione se o faria por real descuido da idade ou por dissimulada intenção de vencer os seus companheiros pelo cansaço e assim se apoderar de algumas doses extras de Porto.

Agora, perante todas estas versões da história, resta apenas uma pergunta: não acha que é uma boa altura para convidar os amigos e os deslumbrar com o Porto Vintage da Quinta Nova?

in www.quintanova.com

Vinho do Porto Quinta Nova da Nossa Senhora do Carmo

Visualizar o artigo completo →

Mirabilis Grande Reserva 2014 premiado pela Imprensa

por Creative Gourmet Novembro 03, 2015

O Mirabilis Grande Reserva 2014 da Quinta Nova foi escolhido pelos jornalistas presentes no Encontro com o Vinho e Sabores 2015 como um dos melhores brancos da 16.ª edição do evento.

O Mirabilis da Quinta Nova acumulou este fim-de-semana mais um prémio no seu currículo, ao ser um dos vencedores do concurso "Escolha da Imprensa" na edição de 2015 do evento Encontro com o Vinho e Sabores, organizado pela Revista de Vinhos no Centro de Congressos de Lisboa.
Esse vinho do Douro destacou-se numa prova cega envolvendo 357 rótulos em apresentação no evento e acabou por ser um dos mais votados pelos 34 elementos do júri destacados para o efeito, entre jornalistas, críticos de vinho, bloggers e enófilos com rubricas de divulgação em órgãos de Comunicação Social. 
Essa heterogeneidade de avaliadores é um dos aspetos mais distintos da competição, que, com essa seleção alargada de jurados, procura representa de forma mais fidedigna as escolhas dos consumidores reais e as verdadeiras tendências do mercado. Na prática, esse cuidado materializou-se assim em dois momentos: uma primeira etapa em que estiveram em prova os 357 vinhos a concurso e uma segunda fase em que o júri voltou a avaliar as referências que obtiveram melhor pontuação no início do processo, para, entre esses, escolher os vencedores.
O Mirabilis tem já a reputação de ser "um dos melhores vinhos bancos portugueses", como defendido tanto pela revista Wine Advocate como por sucessivas classificações de 92 a 94 pontos pelo crítico de renome mundial Robert Parker. As expetativas quanto à colheita de 2014 só podiam, portanto, ser elevadas, mas concretizaram-se num Grande Reserva apurado e precioso.
O vinho agora distinguido tem por base castas Viosinho e Gouveio de vinhas antigas, com cerca de 80 anos, e resulta assim de um encontro de longa data entre granito, xisto e espécies experientes. Beneficou dos efeitos da prensagem do cacho inteiro e de uma fermentação a 100% em barrica de carvalho francês e húngaro, sendo ainda sujeito a uma maturação com bâttonage parcial, o que significa que o mosto fermentado foi agitado para que se recolocassem em suspensão as leveduras mortas e resíduos de uva depositados no fundo da barrica. Isso conferiu ao produto final uma apurada acuidade, que remete para aromas de frutos de polpa branca, cítricos, e especiarias nobres. Na boca, o Mirabilis Grande Reserva Branco 2014 revela então uma justa fusão entre linearidade e gravidade, combinando uma acidez integrada com um longo e preciso final. 

in www.quintanova.com 02-11-2015

Supreenda(-se) Aqui!

QUINTA NOVA MIRABILIS GRANDE RESERVA BRANCO

Visualizar o artigo completo →

MEL COM OURO COMESTÍVEL - AQUAE FLAVIAE

por Creative Gourmet Outubro 28, 2015

Os Romanos foram uma das civilizações mais notáveis de sempre: a arquitectura, linguagem, alimentação, celebrações, a devoção aos Spa´s e à água são alguns dos legados que perpetuaram no tempo.

O objectivo da SAPIENTIA visa a recuperação e aplicação dos conhecimentos romanos aos melhores ingredientes (água, vinho, azeite, mel e ouro) desenvolvendo produtos de excelência com a marca AQUAE FLAVIAE.

Apresentamos o Mel com Ouro Comestível - provém das melhores flores de rosmaninho,alecrim e urze da região de aquae flaviae (atual cidade de chaves). 
Já no tempos dos romanos o mel era produzido neste território. Foi-lhe adicionado o mais puro ouro comestível de 23,5 kt.
O ouro possui propriedades nutritivas únicas, tendo sido usado durante séculos em produtos alimentares de excelência.

Surpreenda(-se) Aqui!

Visualizar o artigo completo →



1 2 3 6 Próximo »